terça-feira, 31 de julho de 2012

Como Pregar E Liderar Adolescentes E Rede De Jovens

Eu tenho 13 anos e amo muito a minha mãe, mas às vezes ela parece o capeta. Tem horas que me dá vontade de enlouquecer e começar a chamar ela de vadia. Um exemplo que posso dar foi quando eu estava fazendo um trabalho e mexendo no face ao mesmo tempo, quando mudei de janela, ela começou a dizer que eu era  uma falsa e que eu não valia nada, o que posso fazer para melhorar, além da nossa relação, recuperar a confiança da minha mãe, além de fazer ela deixar eu comprar o computador. PS. eu disse que ia comprar um comp. por que o meu antigo pifou.

Ass: P., 13 anos.

Encontrei esse relato numa rede social. Surpreende? Se sua resposta for positiva, isso poderá ajudar muito a você e a tantos outros que fazem do Google sua principal fonte de alimento espiritual para os jovens. Chega-se aos milhares o número de pesquisas "como pregar para adolescente", "pregação sobre adolescente", "mensagem sobre adolescência cristã" e coisas do tipo. Não há mal nenhum nisso, porém, de maneira exacerbada pode ser o sintoma de muitas anomalias.

Sabe, eu teria/tenho a maior dificuldade de ministrar pessoas da terceira idade. Creio que suas resistências são as mais difíceis de serem quebradas, afinal, são anos e anos recalcitrando contra os aguilhões. Por outro lado, não é por isso minha dificuldade. É que não tem a ver... não tenho idéia, diálogo, maneira de lidar, tato. Isso é primordial para se estabelecer um canal de comunicação produtivo, sim, é o básico e, por  você não saber como construir essa ponte, uma de suas saídas, talvez, esteja sendo o "pr." Google.

Você pode procurar saber o que está acontecendo, mas não almeje pregar pros seus adolescentes aquilo que dá certo por aí. Isso soa falso, eles percebem. Se você quebra a cabeça em como atrair e/ou manter seus adolescentes na igreja, reflita. Quem sabe, não está na função errada. Ora, não sou uma sumidade no assunto não, mas, além de trabalhar quase dois anos com pré-adolescentes, eu também trabalho num colégio. Apesar disso, há algo que me é natural e, isso, você não obtém em congressos ou seminários de EBD. Eu e os adolescentes temos a ver.

Veja só. Tenho 34 anos, mas pra mim é uma chatice aquela reunião familiar, especialmente no Natal. Todos reunidos numa sala, diante da tv falando de como o Faustão está mais magro, não dá não. Cinco minutos é o tempo máximo até eu ir para o quarto do meu sobrinho jogar vídeo-game com ele e os amigos. Se sou chamado na sala, a galera pede pra me liberarem, pra eu jogar um pouco mais. Ali, no ambiente natural deles (e meu também) trocamos várias idéias sobre as minas, as tretas na escola... É natural, entende?

Por vezes, no ministério infantil, um ou outro me chamava pra compartilhar algo que não tinha coragem de falar com os pais. Eu sempre estimulava essa ponte entre eles, mas como já escrevi em Minha Mãe É Um Saco, tem pai/mãe que mais atrapalha do que ajuda. Então, se você está tentando ser outra pessoa para conquistá-los, desista. Se por causa disso, não vê outra forma de ministrá-los se não for com palavras encontradas na web, seja honesto consigo mesmo, com eles e com seu pastor: entregue o cargo. Não há tempo a perder. Antes que um deles se perca com o tempo e morra de fome por causa de um orgulho bobo.


Compartilhe


Bookmark and Share




sábado, 28 de julho de 2012

A Fé Não Pede Respostas - Como Ajudar Um Enlutado.


A menina Bruna da Silva Ribeiro, 11, morreu por volta das 21h30 no hospital estadual Carlos Chagas, no Rio. Ela foi baleada no abdome durante uma operação do Bope (Batalhão de Operações Especiais) realizada nesta sexta-feira (27) na comunidade da Quitandinha, em Costa Barros, zona norte do Rio. Para ler a reportagem completa, Clique Aqui.

Por que, meu Deus, por que? Desespero. Não era isso que os pais sonharam para sua filha. Quem poderia apaziguar a dor com a resposta para essa pergunta imediata diante de tal notícia? De nada adiantam os conceitos sobre os atributos de Deus nem de Sua justiça. Mais do que resposta, a necessidade é de consolação e compainha. Ombro amigo para poder chorar e chorar até secar, porque não há o que faça a lágrima cessar. Nem o tempo e muito menos conhecimento.

Nessas ocasiões, são comuns tentativas frustradas de palavras tímidas que afirmam Deus saber de todas as coisas. E? Não resolve nada. Por que, meu Deus, por que? Quer saber mesmo? "Eu não sei" é a resposta mais digna para a família. Não há o que falar, nem há porque se envergonhar por não ser capaz de dar todas as respostas. A fé não requer isso de você, nem de mim. Fé é entre outras coisas submissão e se fosse explicada por raciocínios coerentes não seria fé.

Tente você responder a pergunta. Diga aos pais que a menina foi morta nesta vida, porque na vida passada [?] foi uma assassina sanguinária e, por isso, teve que pagar. Vai lá, véio, tenta a sorte! Adiantaria de alguma coisa para quem acordou hoje de manhã sem o barulho de Bruna fazendo bagunça pela casa? Então, pare de perder tempo com questões que só trazem dissensões. Pratique a fé que como a paz que Cristo dá excede todo o entendimento racional. O que é revelado é para o homem, mas as coisas ocultas são para Deus (Dt 29.29).

Logo, a fé e a tristeza podem caminhar juntas? Como pessoas traumatizadas podem voltar a crer? Podem através da manifestação dos filhos de Deus, da fé menos teórica e mais prática, vista, paupada, percebida. Não adianta apontar o caminho, é preciso caminhar junto. Se quem é cheio do Espírito Santo não abrir mão de seu tempo para estar ao lado chorando com os que choram, então, como já disse Cazuza, suas idéias não correspondem aos fatos. Eu não preciso de todas as respostas, nem a família da Bruna, nem ninguém. Precisamos de fé manifestada por meio de obras não apenas de caridade, mas sim, e principalmente, das mesmas que Jesus Cristo praticou. 

Chegar junto, estar disponível e solicito, não apenas agora, mas, daqui a três, seis meses, um ano, depois que cada um já está tocando sua vida e para a família parece que foi ontem. Fazer ouvir o seu silêncio e sentido o seu abraço. São gestos, não respostas, que exalam o amor de Cristo, que devolvem a esperança e por fim a fé em saber que existe sim um lugar preparado onde não haverá mais lágrimas. Elas estão com seus dias contados. Pode acreditar que sim!

Permaneçamos firmes!

Foto: Jucemir Ferreira

Compartilhe

Bookmark and Share



sexta-feira, 27 de julho de 2012

Racista É A Vovozinha!

A mulher de 53 anos que teria cometido o crime de discriminação e racismo contra uma menina negra de 4 anos, que dançou quadrilha com o neto, um garoto branco de 5 anos, deverá ser indicada por injúria qualificada. A pena prevista nesses casos pode variar de um a três anos de prisão. Pelo fato de ser ré primária, no entanto, a punição deverá ser convertida em prestação de serviços ou pagamento de cestas básicas. Nesta quarta-feira (25), às 10 horas, mais uma professora que presenciou as ofensas vai prestar depoimento e deve confirmar a denúncia de racismo contra a menina. A informação é do delegado Juarez Gomes, da 4ª Delegacia de Contagem.

Conforme a Polícia Civil, um inquérito foi insataurado para investigar o suposto crime de discriminação e racismo, que teria ocorrido durante uma festa junina, realizada no último dia 7, na escola infantil Emília.

Na festa, a menina D., negra, estava vestida de noiva e dançou quadrilha com o coleguinha C., um garoto branco. Nenhum incidente ocorreu na festa. No entanto, segundo o delegado, três dias depois, a avó do menino, Maria Pereira Campos da Silva, a “Mariinha”, de 53 anos, teria invadido a escola em buscas de explicações de quem teria deixado o neto dançar com a “menina preta horrorosa”. Essas palavras teriam sido ditas em frente à menina e outros dez coleguinhas. Muito assustada com o comportamento da mulher, a menina passou mal e chegou a vomitar.

A professora Cristina Pereira Aragão, de 34 anos, que assistiu a tudo horrorizada, exigiu providências da diretoria, sem sucesso. Inconformada, ela pediu demissão e relatou tudo à mãe da menina, a atendente de marketing Fátima Viana Souza, de 41 anos [foto]. Juntas, elas foram à polícia e denunciaram o caso. O delegado disse que a acusada já prestou depoimento e negou as acusações.

Na terça-feira, o Hoje em Dia esteve na casa da menina, que demonstra estar superando o incidente. “Eu mesma já fui vítima de racismo, mas, com uma criança, é muita covardia, Isso não pode ficar impune e vou até o fim”, afirmou Fátima. Procurada em sua casa, “Mariinha” não foi encontrada.


Meus comentários: não sabia  o que era racismo até namorar uma negra linda que viria a se tornar minha esposa. Os olhares, principalmente na zona sul do Rio de Janeiro, apontavam como se houvesse algo errado. Coé desse muleque? Aí, eu me liguei que toda essa coisa de que no Brasil somos todos mestiços, miscigenados e não há preconceito é mó caozada mermo. Que não tem essa de distinção pela cor e tal [?], é legal e encaixa bem nos programas de tv, mas não é o que se vê nos corredores dos shoppings da classe A.

Fico me perguntando se não tá cheio de vovozinha escondida por aí nos bancos das igrejas. Nunca ouvi nenhuma pregação a respeito. Outro dia me peguei pensando porque ninguém mais empunhou a bandeira do pastor Martin Luther King. Já não se prega sobre tanta coisa, mais uma menos uma... deixa quieto. E se o diabo veste Prada, o ministro veste Armani, tá na benssa! Vida que segue. Somos corpo e assim bem ajustados/ Totalmente ligados, unidos, vivendo em amor e que segue as estatísticas conforme o padrão da sociedade. Templos da periferia lotados de negros e pardos, lugares privilegiados com predominância de caucasianos que se casam e se dão em casamento entre si.

Permaneçamos firmes!

Fonte da notícia: Hoje Em Dia.
 
Compartilhe

Bookmark and Share




quarta-feira, 18 de julho de 2012

A Marcha Para Jesus É Uma Benção!

Cracolândia, São Paulo - SP.
A Marcha para Jesus é uma benção! É algo inerente ao exercício da fé cristã. Incentivado e exemplificado em toda a Bíblia, especialmente no Novo Testamento. Algo entusiástico quando se entende o chamado da grande comissão para esses dias. Sim, é hora de marcha para Jesus, não apenas por um grupo ou denominação específica, mas por todos os que se entendem cristãos e pretendem imitar o seu mestre.

A marcha para Jesus é uma benção! Aquela que acontece todo domingo à tarde realizada nos corredores de hospitais públicos. Realizada por irmãos que se movem de íntima compaixão orando pelos enfermos e seus familiares. Cristãos anônimos que disponhem de seu tempo e seu vigor pelos necessitados.

A marcha para Jesus é uma benção! Aquela que acontece nos presídios realizada pelos que vão levar a palavra de Deus aos que tem sede de justiça. Aquela que acontece pelas vielas das comunidades, pelos becos e alcança os marginalizados. Leva um pouco de esperança aos esquecidos pelas autoridades públicas. Apontam um caminho diferente daquele que eles conhecem desde a infância.

A marcha para Jesus é uma benção! A que não é divulgada nem conta com multidões, mas com os poucos ceifeiros da última hora! Os que conseguem enxergar humanidade no meio do lixo e dentro dos que estão por destrás de personagens infames. Tomados pelas drogas. Tomados pelo ódio, pela revolta. Tomados pela dor, pela perda. Marginalizados pelo sistema e deixados de lado pelos religiosos cheios de insensatez.

A marcha para Jesus de verdade acontece longe das câmeras de tv. Não sai em capa de jornal, nem em página de revista. Não conta com apoio das autoridades e, às vezes, nem mesmo dos que se dizem ministros do Evangelho. Essa marcha para Jesus é silenciosa, porém, eficaz! E se você já participa dela, persista. Caso sinta essa vontade, porém, esteja falto de oportunidade, acesse agora mesmo: http://pierreribeiro.blogspot.com.br/ ou http://agmmaosdadas.blogspot.com.br/

Permaneçamos firmes!

Compartilhe
Bookmark and Share





sábado, 7 de julho de 2012

O Que Podemos Aprender Com A Rivalidade Entre Anderson Silva e Chael Sonnen

Muita gente tem curiosidade por saber se Anderson Silva é evangélico. Penso que isso pouco muda a imagem do atleta que, enquanto lutador, tem qualidade inquestionável. Ele é sem dúvida alguma um dos melhores de todos os tempos e aquela vitória sobre Vítor Belfort lhe deu uma notoriedade que nem mesmo a primeira conquista do cinturão foi capaz.

Depois disso, várias declarações de que nada tem contra Vítor e que o respeita muito. Por outro lado, não foi isso o observado no TUF Brasil, quando, ao pensar que o microfone estava desligado, disse a Wanderley Silva que Belfort é um @#$%&*¨%#. Esse episódio deixa o campeão em contradição. Chael Sonnen, seu adversário no UFC 148, neste sábado, que o diga. Após, quase dois anos de provocações extrapoladas, conseguiu tirar o brasileiro do sério e afirmou ter mostrado a todos o verdadeiro Anderson.

A Bíblia diz que não somos tentados por Deus. A tentação é a fascinação dos próprios pensamentos e desejos maus dos homens [Tg 1.14]. Por mais que nos esforcemos em ter uma mente renovada, há em cada um de nós uma inclinação para as rixas, a soberba e o egocentrismo. O inimigo não reconhecido não pode ser vencido. É importante termos essa consciência e buscarmos pela Bíblia o roteiro a ser seguido. 

O Pr. Josué Gonçalves afirma que: "reputação = alguém me observando"; "caráter = ninguém me observando". Nisso devemos nos concentrar, independente da opção religiosa. Integridade dentro e fora da igreja, do trabalho, da família. Não tem essa de que alguém desvia por causa da faculdade, faz isso e aquilo somente por fatores externos. Esses fatores, no máximo, produzem o ambiente ideal para a manifestação do que cada um tem de pior. Pode ser um colega, um lugar ou um chato insuportável como Chael Sonnen.

Se pensamentos e desejos maus são inevitáveis, que ao menos possamos dia a dia vencer a fascinação pelos mesmos. Todos teremos um Sonnen para enfrentar um dia. Paulatinamente, insistentemente e irritantemente alguém ou uma situação poderá acabar com os seus nervos. Uma oportunidade onde as câmeras não lhe alcancem e os "microfones" estejam desligados e... seu casamento vai por água abaixo. Cuidado!

Permaneçamos firmes.


* Os links para as devidas fontes de informação estão nos termos em negrito esverdeado.

* Versão bíblica utilizada: Bíblia Viva, Editora Mundo Cristão.

Compartilhe
Bookmark and Share

 






Receba Nossas Atualizações Por Email!