quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Aconselhamento Pastoral E As Redes Sociais

 
 
 
Eu dizia a um amigo dia desses: redes sociais deixaram as pessoas ocas! Ele retrucou: elas sempre foram ocas só não tinham como demonstrar. Cara, que frase perfeita! Sites de relacionamento foram criados para tal de forma a aproximar mais as pessoas. Por outro lado, pelo que se vê elas deixam claro que desejam falar o que quiserem sem se comprometerem com respostas ou contrapontos. A tela do pc é a trincheira perfeita para quem não quer se expor, tipo aqueles caras da parábola do bom samaritano. É estranho mais ainda quando se trata de internautas que bloggam e  querem usar web para a glória de Deus e tudo mais... Como você pode querer ensinar sobre a Graça de Deus se não consegue praticá-la respondendo um simples email?
 
Tenho pensado bastante nas razões que fizeram a postagem Se Conselho Fosse Bom Não Se Dava Se Vendia [?] - Clique Aqui - ser uma das que têm elevado o acesso a esse blog. Aconselhamento pastoral e redes sociais combinam entre si, mas não é possível para quem está ocupado demais postando versículos e frases de efeitos sem se preocupar com os neófitos. Começo a suspeitar que alguns não fazem porque não sabem... daí, basta se calar ou melhor recolher os dedos e deixar diversos pontos de interrogação boiando nos comentários. A realidade é que existe uma grande massa dentro das igrejas que não tem com quem conversar. Por isso procuram na internet alguém com quem possam trocar uma idéia. E...
 
Acontece algo como nos debates de rádio. O sujeito fala, fala, fala e no final diz que é melhor o ouvinte procurar o seu pastor para conversar. No final das contas ele está mais conhecido, alguém continua em dúvida e ele não se comprometeu. Se não há dados que respaldem uma opinião mais concreta, não seria melhor ficar em casa? Embaçado... porque aconselhamento pastoral por vezes tem passado pelo ditado "Se conselho fosse bom não se dava se vendia" travestido de "É você e Deus!". Não é uma suposição e sim uma constatação. Poderia citar pastores e blogueiros, inclusive reformados, que no meio desse ano se calaram quando eu fiz o que eles mesmos incentivam. Levantei o dedo e disse a temível frase: eu tenho uma pergunta! Desculpe a vulgaridade, mas "cagaram e andaram" para minha demanda... Simples assim. No entanto, aproveito para agradecer o retorno do ministério Defesa do Evangelho - Clique Aqui. Obrigado por enxergar um ser humano do outro lado da tela do pc.
 
Não creio que blogueiros devam tomar o lugar de pastores no aconselhamento ainda que pelas redes sociais. Creio que pastores devam tomar o lugar  de pastores, pois se não o fizerem alguém o fará. Gente insana pregando fábulas conquistam audiência também por sua acessibilidade para trocar uma idéia. O contato virtual repetido cria elos. Portanto, minha oração é para que haja atenção para esse campo missionário tão vasto e tão pobremente explorado. Mais do que jotapegues compartilhados e curtidos, ofertemos o nosso tempo online praticando a verdadeira religião e não descuindando de gente. Ela tem fome, ela passa por prisões e enfermidades. E você? Até quando não vai se comprometer?
 
Permaneçamos firmes!
 

 
Postagens relacionadas:
 
Não Desperdice O Seu Facebook - Clique Aqui
 
O Cristão E As Redes Sociais: Apto Para Falar  E Tardio No Ouvir - Clique Aqui


Obs: este blog não é bem visualizado no Internet Explorer 7.0


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Link Within

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...