segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Ateus Messiânicos - Saiba Como Lidar Com Esse Vale De Ossos Secos



É Possível Um Crente Ser Incrédulo?


vale dos ossos secos feito de ateus messiânicos


A sensação de Ezequiel na passagem do vale de ossos secos (capítulo 37) foi de, no mínimo, hesitação para não falar em descrença. Suas palavras foram sábias quando perguntado se aqueles ossos poderiam ressuscitar. Para os cristãos de hoje essa é mais uma passagem dentre outras que nos fazem crer no poder da ressurreição dos mortos. Agora, o que dizer sobre ressuscitar vivos? Sim, vivos ou ao menos como também está escrito pessoas que “tem o nome de que vivem, mas estão mortas”. Sobre isso, o que se pode fazer?

É espantosa a experiência de se deparar com crentes que estão cheios de pragmatismo. Cheios dos seus “achismos” e raciocínios lógicos. Chega a ser triste, porque um morto pode ressuscitar especialmente - eu acho -  porque ele não tem como opinar, sabe? Ele não tem como resistir ao poder de Deus. Já alguém que está pleno de suas faculdades mentais, como poderá reviver se insiste em resistir? Resistência essa até involuntária, porque eles apenas replicam sua cultura. São produto do meio.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

3 Motivos Pelos Quais Os Falsos Mestres Se Perpetuam No Poder



Igrejas Cheias De Almas Tão Vazias. Por Quê?



Na história da humanidade muitos impérios se mantiveram por longos anos. Vamos nos apegar aos seus valores e daí entendermos que o sistema operacional nunca morreu. A maneira de fazer as coisas vem se repetindo nas mais diversas organizações e, portanto, não seria diferente no que se refere às igrejas evangélicas. É intrigante pensar que mesmo com tantos exemplos históricos muitas pessoas compõem e mantém o funcionamento desses pequenos impérios. Quais seriam, então, as possíveis causas para a perpetuação dos falsos mestres no poder?

sábado, 20 de setembro de 2014

Se A Vida É Um Jogo, Então, Aprenda A Recomeçar Com Sonic The Hedgehog!



Como Jogar Vídeo-game Pode Edificar E Porque A Vida É Como O Sonic


Eu, aprendendo a recomeçar com Sonic The Hedgehog

Basta ter ouvidos para ouvir e olhos para ver partindo do princípio que tudo a ser feito deve ser feito para a glória de Deus. Você sempre será capaz de fazer um paralelo entre a ficção e a realidade, os valores e as práticas - aos que procuram saber como pregar para adolescentes #FicaADica. Por isso o game do Sonic the Hedgehog pode servir de parábola. Este jogo que marcou uma geração, lançado no ano de 1993, até hoje possui admiradores das diversas plataformas. Mas como aprender a recomeçar com esse ouriço azul?

3 Tipos De Pessoas Com As Quais Você Pode E Deve Ter Comunhão







Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. (...) porque ali o Senhor ordena a bênção e a vida para sempre. Sl 133-1,3


Tudo bem, o texto diz literalmente que a benção será liberada ali onde estão todo reunidos em união. Não basta estar ajuntado, tem que estar unido. Agora, como se faz para essa união ser algo verdadeiro? É justo pregar tal comunhão valorizando apenas o resultado dela (a benção)? Que benção é essa que muitos ensinam e poucos vivenciam? Eu acredito haver uma pequena confusão acerca disso e vou dizer o porquê.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Conheça Agora As 3 Barreiras Para Se Buscar A Presença De Deus e Aprenda Como Vencer






Isaías 55.6 "Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto".


Isaías 55:6

Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.

Isaías 55:6

Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.

Isaías 55:6

Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.

Isaías 55:6

Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.

Isaías 55:6

Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.

Isaías 55:6

Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.

Isaías 55:6

Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.

Isaías 55:6

Obstáculos Reais: Um Deles Pode Ser O Seu


sábado, 9 de agosto de 2014

As Medidas Socioeducativas Das Igrejas Impedem O Arrependimento. Saiba Como Se Prevenir!

  O Que É Preciso Para O Arrependimento?



Medidas socioeducativas “são medidas aplicadas pelo Juiz com finalidade pedagógica em indivíduos infanto-juvenis (adolescentes, ou seja, inimputáveis maiores de doze e menores de dezoito anos, que incidirem na prática de atos infracionais (crime ou contravenção penal). Medidas de natureza jurídica repreensiva e pedagógica para inibir a reincidência dos mesmos e prover a ressocialização”. Só-que-não, segundo as estatísticas, no que tange à reincidência. Sendo assim no âmbito natural, o que se dizer de um pseudo evangelho que copia aquelas medidas?

Não Entenda Justiça De Deus Apenas Como Ira. Saiba O Porquê.



Justiça de Deus e Socorro



Texto áureo: Jeremias 23.2-3

1º - Ele mesmo. A decisão sobre o que fazer com falsos pastores e suas ovelhas cabe ao Senhor e ninguém mais. É dever estender a bandeira da verdade e de maneira bíblica denunciar os ventos de doutrina. Só não queira tomar o lugar de Deus, porque ele dará a devida recompensa, no momento oportuno, pois, Deus é justiça. Não haverá atrasos. Não é a um homem que isso caberá. É ao próprio Senhor, que segundo as escrituras, ira-se todos os dias. Deixe estar…

- Deus retarda a sua ira esperando o arrependimento!

- Você não sabe o que está se passando. Na tv ou internet o que vemos é a aparência, mas, talvez, Deus já esteja trabalhando no convencimento do pecado, justiça e juízo.


2º - Aconteceu uma perda. Pessoas que integravam o povo escolhido do Senhor perderam-se de maneira a não serem resgatados. Não é intrigante isso? Mas, versículos do livro de Romanos sobre conhecimento, escolha e predestinação dos que pertencem a Deus parecem fazer todo o sentido agora. Então, é assim. Alguns se perderão. Dentro de cada denominação, alguns se perderão. E nem a pregação bíblica o evitará, portanto, não cabe assumir um papel para o qual você não foi chamado. O socorro de Deus virá!

- É necessário que todos, inclusive, adolescentes saibam que alguns se perderão definitivamente...

- Deus tem um tempo para cada pessoa. A liberdade para uns vem mais tarde, mas é esperançoso saber que ela virá. 


Permaneçamos firmes!

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Esfriamento Espiritual É Resultado Da Falta De Confronto. Cuide-se!



Você É Quem Você Quer Ser?

 


Se não visualizar o vídeo, aperte F5.

Essa pergunta é um confronto com o modelo bíblico de cristão para os nossos dias. E tal situação gera desconforto e exige de cada um de nós uma reação diante do quadro que se apresenta. Enquanto as diferenças entre o que se é e o que se deveria ser incomodam e movem nossa vida devocional está tudo bem. O problema se dá quando isso deixa de incomodar. O esfriamento espiritual chegou e você não viu.

“Paulo também tinha o seu espinho na carne”; “Perfeição só em Jesus”. Frases feitas começam a externar aquilo do qual nosso coração já está tomado: esfriamento espiritual. A rendição ao velho homem impede a aflição de alma e nos leva a uma estrada de irreverência. Ainda que moralmente corretos, estaremos descendo os degraus que nos levarão pra bem longe de Deus. Mas, como é que isso foi acontecer?

Quem sabe o perdão está no lugar em que você caiu… Fazendo um reflexão, você encontrará sua resposta. Quando a partir daquele dia, daquele evento, daquela festa, daquele emprego, daquela viagem, você mudou. Olhe pra você. Não se trata apenas de não ser o que deveria ser. Você não é aquilo que um dia já foi. Onde está o você do dia do seu batismo nas águas? Aonde foi parar aquele brilho nos olhos?

Esta é a sua vida. Quem sabe cheia de culpas ou sem a menor delas. Uma caricatura mal desenhada do que você um dia sonhou. Você! Que prometeu marcar a sua geração! O tempo passou e “agora já era”, você diz. Só que não precisa ser assim. A história não acaba aqui. Mesmo Davi com um coração segundo o coração de Deus teve seu inverno espiritual. É hora de ter coragem e se olhar no espelho novamente.

Você é quem você quer ser? Não feche seu olhos. Esta é a sua vida e hoje é tudo que você tem agora. Hoje é tudo que você já teve. Mova-se! Saia da teia do esfriamento espiritual. Feche os olhos. Dobre os joelhos. Abra os seus lábios.

Arrependa-se.

Permaneçamos firmes!


.
Obs: essa postagem foi inspirada na canção "This Is Your Life", Switchfoot, álbum "The Beatiful Letdown", 2003.
 

sábado, 19 de julho de 2014

Você Vai Vencer A Frieza Espiritual Aprendendo A Não Sair Das Veredas Antigas!



É Possível Orar E Ler A Bíblia E Ainda Assim Esfriar Na Fé?

 

Ouça Aqui Essa Mensagem

Sim, é possível sim. O perigo está na motivação pela qual você faz essas coisas. Elas são básicas numa vida devocional de qualquer cristão, mas o seu exercício por si só não garante que você esteja em plena comunhão com o Espírito de Deus. Não se deve abrir mão delas, de maneira nenhuma. Há, porém, de averiguar se o modo como são feitas é igual ao que a Bíblia Sagrada recomenda para, então, assegurar-se de não cair em frieza espiritual.

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Frequência De Culto Não Traz Prosperidade




Por que jogador de futebol tem tratamento diferenciado nas igrejas?


Tratamento diferenciado na igreja
Escrevendo outra postagem, pensei: bem que eu gostaria de ser jogador de futebol. Pela grana, sim, mas, pense no benefício de ser jogador e congregar em qualquer denominação. Você ganha a imunidade do "quando dá". Aparece na igreja, "quando dá", participa de algum ministério "quando dá", afinal, é super compreensível devido às viagens semanais por causa das partidas de quarta e domingo. Não seria espetacular se houvesse essa licença para um membro comum?

Vexame Da Seleção Brasileira: Como Não Perder de 7


Vergonha da seleção é igual escândalo de igreja evangélica

Vexame da Seleção Brasileira E Sua Lição Principal


Pelo lado do futebol, vimos uma seleção que sabia o que fazer dentro de campo e outra que não sabia o que fazer. Uma seleção cheia de jogadas ensaiadas e outra que era um amontoado de homens sem nexo. Não quero me estender sobre a reformulação do futebol alemão e tudo que tem sido feito nos últimos anos para que vivessem a realidade de hoje. Quero apenas me ater a um fator que teve influência direta na elasticidade do placar: o fator treino.

Aquela formação brasileira só foi treinada por nada mais nada menos do que dez minutos. Em qualquer esporte amador, treina-se mais do que a seleção brasileira treinou nessa copa do mundo. O que dizer sobre lutadores de MMA e tantas outras modalidades em que a intensidade dos treinos é incrível? Estrelas do esporte como Michael Jordan, Zico, entre outros, davam aos exaustivos treinos a causa de todo o seu sucesso. Repetição, repetição, repetição leva à perfeição. A ausência dela, leva ao que vimos no vexame da seleção brasileira e sua derrota histórica para Alemanha.


O que isso tem a ver com um cristão de verdade?


Ninguém mantém uma vida devocional regular e acorda no dia seguinte disposto a pecar. A rotina de treinos (oração e leitura da Palavra) vai sendo quebrada aos poucos de maneira sutil. Um dia você deixa de orar porque chegou mais tarde devido ao engarrafamento. Teve que visitar um parente. Perdeu o dia na oficina pra consertar o carro. A fila do banco estava um horror. A criança passou mal. Bateu o sono. Etc etc etc; e um dia a menos de oração; outro dia a menos; outro dia. A indisciplina não traz resultados, traz fragilidade.

Alguns perguntam como voltar a jogar aquele velho e bom futebol. Como recobrar a antiga forma física. Não existe passe de mágica, é você que tem que ir à academia, puxar o ferro e dizer não a certos alimentos. É você quem tem que treinar cobrança de faltas, escanteios e pênaltis, todo dia, todo dia, todo dia. Espiritualmente falando, idem. É decidir fechar o Facebook e abrir a Bíblia. É decidir  não ver aquele seriado e assistir uma pregação. É decidir e dobrar os joelhos, nem que seja por míseros quinze minutos. Não será a vontade que trará a disciplina, mas a disciplina que trará a vontade. 

Isso fica claro quando começamos a treinar sem tanta motivação e ela surge a partir dos primeiros progressos. Os pequenos resultados são o combustível para manter a rotina de treinos. Não espere ter vontade de orar. Não espere ter vontade de ler a Bíblia. Apenas faça e esteja certo que os resultados virão. O fortalecimento, as experiências com o Deus, a força que vem do alto, aquilo para o qual você nasceu pra viver. Do contrário, seu pecados ocultos se tornarão um "7x1" notório. Todo mundo vai comentar. Todo mundo vai se escandalizar... 

- Rapaz, você viu a seleção? 

- Rapaz, sabe fulano? Caiu.

Pense nisso...


O Que Tem A Ver A Seleção Brasileira Com A Igreja Evangélica?




A teimosia de Felipão
"Eu não me arrependo de nada".


As Semelhanças Entre Seleção Brasileira E A Igreja Evangélica


Você pode até achar oportunismo uma postagem como essa, mas é bastante razoável extrair lições do esporte, principalmente quando uma tragédia (derrota de sete para a Alemanha) acontece. Mesmo que não tenha hábito de acompanhar futebol, não é um exercício dos mais difíceis enxergar semelhanças entre a seleção brasileira e a igreja evangélica dos nossos dias. Pena que isso aconteça nos aspectos mais negativos como passaremos a destacar.


Servos subservientes

Em 2002, o técnico Felipão não levou Romário porque este era uma figura que destoava no sentido de poder "bater de frente" com a comissão técnica. Em 2014, mais uma vez, o técnico convoca jogadores que ele pensa ter o perfil de seleção. Isso ficava bastante óbvio nas entrevistas coletivas dadas por diferentes titulares, reservas e a comissão técnica. Podemos resumi-las com uma única palavra: mantra. Após a derrota acachapante diante da Alemanha, o termo "pane" foi repetido como a justificativa do injustificável. Neymar, embora destoando um pouquinho ao reconhecer o futebol ruim apresentado, mais uma vez ratificou o "bom mocismo", requisito importante para integrar a delegação verde-amarela.

Assim se faz na igreja evangélica com a repetida lição de que devemos ser submissos a autoridades espirituais e que pecado de rebeldia é igual ao de feitiçaria. Esse é um ensino bíblico, mas a maneira como tem sido propagado é questionável, pois, produz crentes sem capacidade crítica. São como os jogadores que repetem o discurso do "professor" ainda que isso lhes custe a dignidade e a coerência (como nas afirmações de que o Fred realmente sofreu o pênalti contra a Croácia). Ser submisso a uma autoridade espiritual não significa ser capacho de ninguém. Só que da mesma forma que uma palavra mais forte, na seleção, pode custar a própria convocação ou o contrato de um patrocinador, na igreja, pode custar o cargo, o status...


Matrix - Uma outra realidade


As declarações dadas após a derrota para a Alemanha por sete a um dão margem a duas coisas: ou há um cinismo maquiavélico na comissão técnica ou todos estão catatônicos numa realidade paralela. Alguém já disse que uma mentira dita mil vezes, torna-se verdade. Por isso, acho que a segunda opção é a mais plausível. Felipão e Parreira foram sinceros em suas palavras, não aconteceram dissimulações, mas, elas foram ditas a partir de uma outra realidade criada após um trauma, nesse caso, o trauma de levar quatro gols em seis minutos. É parecido quando alguém nega o falecimento de um ente querido, percebe? Sim, para Felipão a seleção fez um excelente trabalho, Fred sofreu o pênalti, tudo foi perfeito, apenas perder para a Alemanha de sete é que foi um pequeno acidente de percurso. Sim, ele acredita nisso mesmo e não tem qualquer capacidade de se arrepender porque não há do que se arrepender.

De igual maneira pastores que ensinam sobre dízimos, ofertas, ofertas com propósito, sacrifícios financeiros, batalha espiritual, cura interior etc. Só porque está na Bíblia, não quer dizer que seja bíblico, ou melhor, o método de ensino e a moral da história podem ser muito bem deturpados e aí é que mora o perigo. Pois bem, alguns desmandos na administração das igrejas, escândalos e práticas antibíblicas nos dão clara percepção de que eles realmente acreditam naquilo que pregam. Estão sinceramente equivocados e, portanto, não tem qualquer capacidade de se arrepender porque não há do que se arrepender. Essa é a situação de muitas igrejas evangélicas carnais, infelizmente.

Fica assim exposto como a vida está sempre nos ensinando em qualquer situação sobre a importância dos nossos valores e de guardá-los da influência externa. Será que vale mesmo à pena não ter opinião própria para assinar mais um contrato de patrocínio? Não divergir do posicionamento tático garantindo a vaga de titular ainda que isso possa custar um vexame? Perder a hombridade para subir na hierarquia da igreja? Para não perder o salário pastoral e o estilo de vida conquistado?

A Bíblia diz que apenas para os que desceram à sepultura não há mais esperança.

Pense nisso...


sábado, 7 de junho de 2014

4 Motivos Para Não Fazer Marketing Multinível Se Você É Cristão Praticante

Será que dá pra conciliar igreja e marketing multinível?




marketing multinível



Essa palavra é direcionada para todo cristão genuíno. Porque você não deveria fazer...


1º) Mt 4.19 - ser pescador de homens para anunciar as boas novas e não para passar o plano da empresa.

2º) Mc 4.18-19 - a sedução das riquezas e a cobiça, semente infrutífera. Perda do foco. Esfriamente espiritual.

3º) Mt 12.34 - boca fala do que o coração está cheio.

4º) Is 55.12 - "Por que gastar dinheiro naquilo que não é pão e o seu trabalho árduo naquilo que não satisfaz?" - desperdício de dinheiro e tempo. Um dá pra recuperar, o outro não.

É improvável ser cristão e conciliar igreja e marketing multinível sem cair em uma dessas quatro armadilhas. Você tem o direito de decidir. Pode ter suas próprias experiências. Mas, lembre-se de que a Bíblia ensina: o sábio ouve e aceita a repreensão, o tolo a rejeita.

Ouça mais sobre esse assunto:



Marketing Multinível É De Deus? Sua Prosperidade Não Vale A Sua Alma, Acredite!




Semelhanças entre Marketing Multinível e Neopentecostalismo

 

Marketing Multinível



1) Forma de crescimento: Célula x Rede

Ambos seguem o mesmo procedimento que é ganhar-consolidar-treinar-enviar para que o discípulo (distribuidor) dê continuidade ao sistema. É isso que leva ao crescimento tanto da empresa quanto da igreja neopentecostal quanto da empresa de marketing multinível.


2) Cultura forte: Vestir a camisa é entender a visão (doutrina).

Ter um comportamento distoante significa que você não está multiplicando a visão, logo parece não tê-la entendido, do contrário, estaria engajado em levá-la para o maior número de pessoas possível. Deus a deu para o bispo, apóstolo, pastor-presidente etc. Não há o que questionar, basta oebedecer.

No marketing multinível pessoas estão diante de "algo que pode mudar as suas vidas", portanto, se ela não faz o negócio é porque não entendeu o negócio.


3) Todos foram chamados para liderança.

Para o neopentecostalismo você foi chamado para ser cabeça e não cauda, portanto, é promessa de Deus. Todo novo convertido é um líder em potencial a formar outros líderes. Para o marketing multinível, idem.


4) Emocionalismo: Paternidade x Upline

Você não precisa inventar, pois a empresa já tem um sistema que funciona, basta seguí-lo. Use os produtos, participe dos treinamentos e tenha convidados nas reuniões, você irá crescer como seu patrocinador (upline), a pessoa que lhe colocou no negócio cresceu. Siga-a. Promova-a. E seja sempre grato.

Na igreja, basta obedecer sem questionar porque o líder foi constituído por Deus. Se ele deu a direção, cumpra, porque ele é seu pai espiritual, seu mentor e quer o melhor. Siga-o. Honre-o. E deus te honrará.


5) PNL (Programação Neurolinguística): Música; Testemunho; Pregação; Apelo.

Toda reunião é montada para lhe fazer dar uma resposta positiva ao que lhe está sendo apresentado. Reuniões de marketing multinível se parecem muito com culto evangélico. Em algumas, não é raro, inclusive, música gospel fazer parte do repertório.

Frases de efeito, jargões e o mesmo paradigma: não é a empresa (igreja) que não serve para a pessoa, mas a pessoa que não serve para empresa (igreja). 


Ouça mais sobre o assunto:



segunda-feira, 14 de abril de 2014

Como Saber A Vontade De Deus?



Por que será tão difícil saber a vontade de Deus para as nossas vidas?


Vontade de Deus
Porque existem dois males enraizados na igreja evangélica brasileira que ou fazem disso um pragmatismo ou um misticismo. São aquilo que Paulo advertiu e chamou de vento de doutrina. De certa maneira, podemos apontar como mais acentuado a Teologia da Prosperidade, já abordada aqui no blog e largamente exposta na internet. O outro, mais sorrateiro e tão comum nos púlpitos é a temática de que se você pagar o preço pela obra de Deus, Deus irá lhe abençoar. Coerente? Nem tanto.

Mesmo em igrejas com boa base teológica, o discurso de fazer a obra de Deus é ecoado e replicado pelos novatos que se formam líderes. Frases como "Cuide das coisas de Deus e Ele cuidará das suas" é chavão muito usado nesse tipo de denominação. Esse raciocínio que parece lógico diante de várias passagens bíblicas proporciona confusão, ativismo e frustração quando as coisas não acontecem como o esperado. Seja no âmbito da benção, seja em meio a uma decepção com o sistema, o véu que encobre esse tipo de ensino é rasgado e vem à tona o seu fundamento: vento.

Por causa desse tipo de ensino pessoas chegam ao cúmulo de largarem um bom emprego (que supostamente tomava o tempo que poderia ser investido na "obra"). Jovens incluem menos matérias da grade curricular no período da faculdade e se tornam alunos de CR lamentável. A ascensão natural de cunho profissional é amortecida pelo desejo ardente de fazer mais para Deus, primeiro por amor e, quem sabe, uma benção de quebra. Não quero aqui incentivar a ganância, apenas proporcionar uma reflexão em termos de vida natural sobre a vontade de Deus em sua vida.

Realmente Ele se oporia a uma prosperidade advinda de esforço e dedicação aos estudos e trabalho árduo? Será que Ele só valida o que acontece por meios sobrenaturais? O que precisa estar claro são as palavras de Salomão no livro de Eclesiastes: tudo sucede a todos. Tudo. Então, esse papo de pagar o preço pela "obra" é um discurso que pode interessar mais à liderança do que a você e sua família. É você quem precisa de dinheiro para pagar o IPVA. É você que sentirá quando não tiver recursos para pagar uma escola para seu filho. Logo, não se deixe levar por um punhado de chavões e uma cultura denominacional que mais arranca a lã das ovelhas do que cuida delas.

Não, não vale ganhar o mundo inteiro e perder sua própria alma. Mas também não vale fincar os pés numa doutrina que só serve a quem a ensina. Se Deus não quer o seu dinheiro para lhe abençoar, então, por que abrir mão de um patamar mais alto advindo do suor do seu próprio rosto? Deus lhe disse em sonhos para fazer isso? Deus usou um profeta para lhe falar isso? Amigo, se você tem dúvidas em relação ao seus destino, lembre-se de Colossensses 3.15: E que a paz que Cristo dá dirija vocês em suas decisões.

Permaneçamos firmes!




sábado, 22 de março de 2014

Discernimento Espiritual | Pr. Ed René



Na postagem O Trabalho Do Profeta Moderno (Clique Aqui) foi enfatizada a vivência de cada cristão durante o processo de amadurecimento. Falar mal de pastores e igrejas para evitar a frustração dos que ali estão é infrutífero, até porque cada um tem o cálice devido.

E para não ficar apenas nas minhas palavras, eu compartilho um vídeo do Pr. Ed René Kivitz:


Permaneçamos firmes!


O Trabalho Do Profeta Moderno

 

É papel do profeta evitar o cálice dos outros?



Falar mal de pastores
Aproveitando a postagem Como Ser Profeta Nos Dias De Hoje? (Clique Aqui), cabe delinear um pouco mais o ponto onde é falado sobre a questão das experiências próprias de cada um. A Bíblia registra um momento peculiar em que Jesus Cristo diz ao Pai que não gostaria de passar pelo martírio e crucificação - o cálice. Quem sabe não seja isso que muitos convertidos que despertaram do sono em que se encontravam não estejam tentando fazer ao criticar pastores e denominações: passar o cálice dos que ainda "dormem"?

Quem sabe, seja o ímpeto de salvar da decepção? Seja a sensação de liberdade que faz tão bem a ponto de querer compartilhá-la com todos. Essas coisas levam o crente a evitar que os demais experimentem aquele cálice amargo de outrora. Um cálice de opressão, de falso evangelho, de sentimentalismo barato e de roubo emocional e físico. Com intuito de fazer o bem, o dedo em riste é o mesmo que tecla com força as denúncias publicadas na web. Também digita indiretas sem fim e edita  vídeos sensacionalistas.

Mas, será que o fim justifica os meios?


O poder produz os mesmos homens ao longo da história. Ele não escolhe cor, nem nacionalidade, não dá sem antes estragar. No seu jogo, sempre há dominador e dominado. Suas leis são próprias e estão disponíveis agora mais do que antes quando apenas mestres e poucos livros ensinavam a respeito. Continuará a fazer suas vítimas, mas também seus ícones.

Esses sendo mais ou menos famosos e tendo grandes ou mini impérios conjugam o verbo sempre no mesmo modo: imperativo. Daí, combatê-los de maneira apaixonada é jogar fermento em massa de bolo. Até porque os súditos estão no momento de beber daquele cálice. Cada um por um motivo diferente, mas assim como você já esteve ali em reverência, entenda que outros estão e continuarão a estar. Tantos outros chegarão da mesma forma que alguns haverão de sair. Há um tempo determinado para todas as coisas e se nem mesmo Deus poupou Seu filho daquele cálice, por que você se atreve?

Mais vale, disse Jesus, a simplicidade da pomba e a astúcia da serpente. O Evangelho sozinho já cria bastante irritação e gera a devida rejeição. Logo, você não precisa fazer mais para perder os ouvidos da sua platéia...

Permaneçamos firmes!


quarta-feira, 19 de março de 2014

Como Ser Profeta Nos Dias De Hoje?


Em tempos de Novo Testamento há lugar para profetas do Antigo Testamento?



O intuito de qualquer cristão genuíno é abrir os olhos daqueles que estão cegos pelo pecado. Também daqueles que estão presos a ventos de doutrina, a vista precisa ser restaurada e para tal alguns cristãos tem-se por verdadeiros profetas do Antigo Testamento. Dedo em riste e metralhadora giratória a atirar palavras para todos os lados, em especial, lados que se dão como alvo fácil.

É compreensivo esse comportamento que foi potencializado pelas redes sociais. Sou blogueiro há quase 10 anos e lembro, no início, como a informação era bem mais limitada. Escândalos não eram lançados da maneira como são nos dias de hoje tendo sua platéia ávida por notícia. Criaram-se, então, os justiceiros gospel, aqueles que em nome de Deus, "acorretam" pastores em postes virtuais.

E quem já abandonou uma denominação por causa de denúncias de um profeta?


Lembro de um caso concreto e incontestável: o casal Hernandes da igreja Renascer acusado e condenado por crime de contrabando de divisas [saiba mais Clique Aqui]. Isso é um fato, não uma difamação sem fundamento. À época, sim, muitos membros saíram, mas apesar de tudo isso, o que vemos? Dezenas de "carnês de gideão" sendo feitos diariamente. Cultos sempre cheios na nova sede. Novas igrejas sendo abertas. Por quê?

Primeiro, porque existe um tempo para todas as coisas. Ainda que você queira despertar e alertar alguém, todos precisam ter suas próprias experiências. É assim que acontece quando se é adolescente. Por mais que os pais falem, ele prefere pagar pra ver devido à sua imaturidade. Portanto, não dê pérolas a quem não as quer.

Outro aspecto é que denominacionalismo envolve muita emoção. O sentimento de pertencer a um grupo é muito mais forte do que palavras, ainda mais quando as palavras são duras! É como ouvir alguém falar mal da própria mãe. O discurso não tem eco.

Agora, como reflexão, cabe perguntar: será que em tempos de Graça, Deus levantaria profetas como do Antigo Testamento? Profetas que atacassem reis e sistemas apenas com discurso? O Reino de Deus é chegado no meio de nós, entretanto, por vezes, perde-se o foco no desejo por justiça à moda da lei de talião! A boa intenção não impede de a questão ser levada para o âmbito pessoal, o que faz tapar os ouvidos daqueles que poderiam reter algo de positivo.

É por essa razão, a ineficácia, que o alvo deve ser a promoção do evangelho genuíno. Sejamos profetas sim, mas profetas que espalham as boas novas em amor e serviço. Afinal, por pior que sejam alguns líderes, não há que se tomar o lugar de Deus na história. Isto porque, como escreveu o profeta Isaías, nem os loucos errarão o caminho e porque a Babilônia tem dia e hora para cair!

Permaneçamos firmes!


Receba Nossas Atualizações Por Email!